Brasil
Publicada em 03/02/19 às 08:25h
Integrante de movimento denuncia que barragem em Brumadinho passava por obras

Boa Nova FM


O Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB) denuncia que a estrutura da Vale que rompeu em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estava em obras. Em dezembro do ano passado, a mineradora conseguiu licença para esvaziar a barragem, que estava sem depósito desde 2015.

Itatiaia recebeu denúncia, também, de que explosivos eram usados no complexo da mina do Córrego do Feijão, qual a barragem faz parte, e que as detonações eram de 12h às 13h, período em que a estrutura rompeu.

Membro do MAB, Juceli Andreoli, conta que o movimento levantou a informação de que eram realizadas obras de reparação na barragem. “Inclusive porque um dreno não estava funcionando. Dá para ver na imagem o dreno, bem no local onde sai a primeira bolha”, relata.

Ele diz que a mineradora sabia do risco, o escondeu da população e expôs as pessoas ao perigo. “Na medida em que a empresa tinha as informações, tinha que ter prevenido e iria evitar as mortes”, critica.

Andreoli ainda afirma que lideranças do movimento foram ameaçados com arma de fogo.

A Polícia Civil investiga se a barragem passava por intervenção, além das responsabilidades de quem assinou a planta do complexo e permitiu que a administração e o refeitório ficasse abaixo da barragem. 

A Vale nega todas as acusações e afirma que aguardava o período chuvoso passar para esvaziar a barragem. A mineradora não respondeu sobre o uso de explosivos.

 

Fonte: Rádio Itatiaia




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
No Ar
Seleções com Play List
    
    





Copyright (c) 2019 - Boa Nova FM - Todos os direitos reservados