Brasil
Publicada em 01/02/19 às 17:56h
Contato com lagarta pode causar complicações graves à saúde

Boa Nova FM


Lagarta de monte, carneirinho ou taturana são nomes populares dados a lonômia, uma lagarta que libera uma toxina que impede a coagulação do sangue e pode causar complicações graves. Em 2017, 1.107 pessoas deram entrada em hospitais de Minas Gerais após contato com lagartas, desses, 132 casos foram por contato com a lonômia.

“Na maioria dos casos de pessoas que tiveram contato com lagartas, o quadro é de dor local. Já em contato com a lonômia, além da dor local, o sangue fica incoagulável e a pessoa começa a sagrar pela urina ou fezes. Os rins e o fígado também podem ser comprometidos, causando até insuficiência renal”, alerta Adebal Andrade Filho, coordenador do serviço de Toxologia do Hospital de Pronto Socorro João XXIII, na região centro-sul de Belo Horizonte.

O médico destaca que a lagarta é um animal que vive em árvores frutíferas, tem o costume de andar agrupados e pode medir até sete centímetros de cumprimento. “A lagarta tem cerdas que parecem pinheirinho de natal de cor esverdeada, havendo o acidente deve-se fotografar o animal ou capturá-lo e levá-lo ao hospital junto com a pessoa”, ressalta.

É de extrema importância que, em contato com essa lagarta lonômia, a pessoa procure um Pronto Socorro o mais rápido possível. O tempo indicado para administração do soro para combater o veneno do animal é de seis horas. A aplicação pode ser feita depois, mas quanto mais se distancia do prazo ideal, menor a eficácia no tratamento. 


Por Jacqueline Moura/ Itatiaia 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
No Ar
Seleção músical Playlist
    
    





Copyright (c) 2019 - Boa Nova FM - Todos os direitos reservados