Brasil
Publicada em 01/02/19 às 11:35h
Resgatada em Brumadinho fala pela primeira vez no 'Mais Você'
Paloma Prates se emocionou ao relembrar tragédia: 'Não sei ainda o que vou fazer daqui pra frente.

Boa Nova FM


No Mais Você desta sexta-feira, 1/2, Paloma Prates, mulher resgatada da lama, após o rompimento de barragem de Brumadinho, falou pela primeira vez sobre a tragédia. A moça se emocionou ao dar seu depoimento, depois do vídeo de seu resgate ser exibido.

"É muito difícil. Não sei ainda o que vou fazer daqui pra frente. Meu filho ainda está desaparecido, minha irmã também. Perdi meu esposo. É muita coisa pra gente digerir"

Aos 22 anos, Paloma perdeu o marido e ainda procura a irmã, de 13 anos, e o filho, de um ano e meio. Eles moravam juntos na pousada que foi atingida pelo lamaçal.

"Ainda estou tentando engolir. Consigo lembrar, mas é muito ruim e triste relembrar. Estava em casa com meu esposo, irmã e filhinho e, na hora em que escutei o barulho, não tinha tempo de fazer mais nada. Quando dei por mim, já estava perto daquele lugar".

Paloma foi resgatada poucas horas após o rompimento da barragem por Claudiney Coutinho, funcionário que fazia manutenção de uma linha férrea perto do local. O amigo dele gravou o momento em que ele lança uma corda para tirar Paloma da lama. A moça afirmou que passou pelo pior momento de sua vida.

"Estou muito feliz do Claudiney ter me ajudado. Ele salvou minha vida. Eu estava entendendo o que estava acontecendo, mas só o que eu queria era sair daquele lugar. Vivi o pior momento da minha vida. Estava muito cansada. Não conseguia me movimentar muito bem. Estava com dor no peito e não conseguia respirar direito".

Uma semana após a tragédia, Paloma ainda sofre com escoriações por conta do acidente. Mas a maior dor para ela é não ter seu marido de volta e não ter notícias de seu filho, Heitor Prates, e irmã, Pâmela Prates.

"Estou toda cheia de escoriações. Meu nariz e osso esterno estão quebrados. Estou com dores no corpo todo. No momento, a única coisa que eu queria era ter minha família do meu lado. A mineradora não entrou em contato com a gente até hoje. Se alguém souber do meu filho ou irmã entre em contato com a gente".




Por Gshow — Rio de Janeiro



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
No Ar
Seleção músical Playlist
    
    





Copyright (c) 2019 - Boa Nova FM - Todos os direitos reservados